Crise na saúde: como as clínicas podem identificar novas oportunidades

Crise na saúde: como as clínicas podem identificar novas oportunidades

Você sabia que os cuidados com a saúde estão na lista de desejos brasileiros? Um artigo publicado no jornal Gazeta do Povo revelou que os brasileiros sonham com casa própria, educação e um plano de saúde. Porém, com a crise econômica cerca de 760 mil brasileiros cancelaram seus convênios com a assistência privada. O desemprego e o aumento da inflação desencadearam também uma crise na saúde e para não perder mercado as clínicas precisam identificar novas oportunidades.

O post Oportunidades Disfarçadas apresenta alguns exemplos de como as clínicas podem se reinventar no atual cenário econômico. Para minimizar os impactos da crise na saúde é preciso estar aberto às mudanças, ter visão de mercado e um pouco de criatividade. O empreendedor Carlos Domingos aborda essas questões no livro, onde retrata histórias reais de empresas que transformaram problemas em grandes oportunidades.

A crise na saúde inspira novos modelos de negócio

As clínicas expressas são um exemplo de negócio que se sobrepõe à crise na saúde. Com o objetivo de prestar um atendimento médico mais ágil e com um custo acessível, esse modelo de negócio tem conquistado cada vez mais espaço. Essas clínicas funcionam como consultórios tradicionais, prestando o atendimento por meio de consultas, exames e procedimentos de baixa ou média complexidade. A diferença é que as clínicas de atendimento expresso oferecem mais conveniência aos pacientes com um custo reduzido. O que tem atraído muitos interessados.

Alguns dos novos modelos de negócio que estão surgindo com a proposta de superar a crise na saúde são inspirados em formatos que já funcionam em outros países. Mas também existem diversos métodos e ferramentas para identificar falhas no serviço de saúde e criar soluções para resolvê-las. É o caso do Design Thinking, a metodologia permite entender as reais necessidades e interesses dos pacientes.

Outro exemplo de inovação no segmento médico, que também é uma alternativa eficaz para superar a crise na saúde, é o que inverte o processo de atendimento. Ao invés de o paciente ir ao médico, é o médico quem vai até o paciente. A proposta de chamar um médico para prestar o atendimento no conforto de casa, sem o estresse dos deslocamentos das grandes cidades, também está conquistando uma fatia significativa do mercado.

Como identificar novos mercados e oportunidades?

Se você está disposto a identificar novas oportunidades para superar a crise na saúde o primeiro passo é ouvir os pacientes. O melhor caminho para oferecer uma solução eficaz é conhecendo verdadeiramente o problema que você deseja resolver. Essa regra vale tanto para quem deseja inovar, quanto para quem quer apenas resolver problemas cotidianos da clínica. Você sabe quais são os fatores que fazem os pacientes voltar para sua clínica? E os motivos que os levam a reclamar? Essas respostas são determinantes para o sucesso do seu negócio.

Depois de definir indicadores de atendimento, reunir os dados e avaliar os resultados, surgirão muitas oportunidades para superar a crise na saúde. Você poderá traçar ações, estabelecer metas e implantar melhorias partindo desta análise. A clínica pode, por exemplo, criar o seu próprio programa de vantagens, seja para oferecer melhores condições de pagamento para quem não tem convênio de saúde ou para a aquisição de pacotes para determinados tratamentos. Existem diversas possibilidades, o papel do médico gestor é avaliar qual delas é mais adequada ao propósito da clínica e colocar a mão na massa.

A sua clínica implantou alguma mudança para superar a crise na saúde? Compartilhe conosco a sua experiência ou cases que você conhece.

× Vendas - Atendimento das 8h às 18h