Como o Tricefy ajudou a salvar a vida de mães em comunidades carentes do Marrocos

Como o Tricefy ajudou a salvar a vida de mães em comunidades carentes do Marrocos

Saiba como o Tricefy está ajudando a salvar vidas em regiões rurais do Marrocos

Você sabia que aproximadamente 800 mulheres morrem em todo o mundo, todos os dias, por causas evitáveis relacionadas à gravidez e ao parto? De todas as mortes maternas, 99% ocorrem em países em desenvolvimento, em áreas rurais e comunidades mais pobres. Porém muitos destes casos poderiam ser evitados com cuidados maternos adequados, incluindo imagens da ultrassonografia durante a gravidez e o parto.

Pensando nisso, profissionais da área de diagnóstico por imagem guiaram uma caravana denominada “Patrulha do Ultrassom Móvel”, por mais de 1 mês, em três pequenas aldeias rurais no Marrocos: Oulmes, Boulmane e Ribat el Kheir. O objetivo da caravana foi reduzir a mortalidade infantil e materna, ofertando o poder da tecnologia em áreas rurais para apoiar o diagnóstico pré-natal e de saúde da mulher.

Parteiras locais, enfermeiras e médicos realizaram mais de 500 ultrassons em mulheres grávidas e enviaram as imagens em tempo real dos resultados para serem interpretados e diagnosticados por médicos em três cidades maiores. O tempo de transferência dos dados médicos até o especialista, que era de uma semana, passou a ser de um minuto.

Foto da equipe da “Patrulha do Ultrassom Móvel”

 

As imagens geradas nos exames foram enviadas automaticamente do ultrassom das aldeias para os telefones celulares dos médicos, que puderam avaliar, laudar e obter opinião de outros médicos em casos mais graves, tudo em tempo real. Isso permitiu que mulheres moradoras de áreas remotas e de vulnerabilidade do Marrocos pudessem acessar especialistas em ultrassonografia, mesmo à distância.

 

Foto da aldeia de Oulmes, no Marrocos

 

O diagnóstico profissional fez uma grande diferença no atendimento médico para essas mulheres, pois permitiu detectar previamente condições específicas da placenta e da posição do bebê. Essas condições podem comprometer a saúde e a vida da mãe e do bebê. Outras condições que levam a danos permanentes às funções humanas básicas, como a micção (fístula), também puderam ser evitadas.

Os médicos da Patrulha do Ultrassom trabalharam em pequenas casas de saúde, que não possuem computadores, prontuários médicos ou acesso à Internet. Mas embora as condições gerais não fossem as ideais, a tecnologia de envio de imagens do ultrassom para o celular dos médicos funcionou perfeitamente, graças a cobertura móvel na área e a plataforma de roteamento de imagens médicas do Tricefy.

Ao facilitar a transferência mais rápida dos resultados do exame de ultrassonografia, pôde-se evitar a transferência de pacientes e uma valiosa economia de tempo para detectar gestações de alto risco, em última análise salvando vidas. As parteiras, enfermeiras e mães das aldeias estavam muito entusiasmadas ao chegar em massa para receber um ultrassom e ver os bebês pela primeira vez.

 

Foto de paciente do Dr. Chrit, líder da “Patrulha Móvel do Ultrassom”

Dr. Chrit, Delegado de saúde da Província de Khemisset, comentou: “Os especialistas em obstetrícia e ginecologia ajudaram a construir conhecimento e experiência no manuseio das novas tecnologias de ultrassom para procurar por malformações fetais. Isso ajudará a aumentar os padrões de saúde nas aldeias rurais e salvar a vida das mães e de seus filhos agora e no futuro“, finalizou.

  • 575 exames em 8 semanas
  • 3 diferentes clínicas rurais
  • 158 pacientes sinalizados para uma segunda opção
  • 94 gestações identificadas como de alto risco
  • 108 imagens transferidas através da tecnologia sem fio
  • 92% das imagens puderam ser usadas para um diagnóstico profissional
  • 2 semanas foram reduzidas para menos de 24 horas, na revisão diagnóstica
  • 2 semanas foram reduzidas para 1 minuto, no transporte de dados médicos

 

Visite www.mobileultrasoundprojects.org para ver o projeto completo.

Você ainda não conhece o Tricefy?

× Vendas - Atendimento das 8h às 18h